• Cristiano Moulin

    Dublin, Irlanda

    “Meu nome é Cristiano e tenho 31 anos de idade. Desde os meus 15 anos eu sempre quis morar fora do Brasil, mas nunca tive oportunidade ou condições. Após 15 anos de muito sonho, finalmente hoje posso dizer: EU CONSEGUI, LUTEI e VENCI. Devo muito disso a ETC Intercâmbio, que me deu todo o suporte que precisei no início, desde quando esse sonho ainda estava apenas no papel como planejamento. “

  • Rodolfo Monteiro

    Vancouver, Canadá

    “Fiz minha viagem pela ETC em 2009. Fui para Vancouver, no Canadá, fazer curso de inglês por 3 meses. Tive todo o apoio da equipe ETC. Esclareceram todas as minhas dúvidas e medos latentes, típicos de quem faz intercâmbio. Quando cheguei em Vancouver fui recebido pelo motorista que me levou até minha homestay. Tudo correu muito bem. Meus “pais” me receberam com muito carinho e me deram total auxílio em toda a cidade, além de me ajudarem a conhecer melhor as regras da minha escola. Lá fiz muitos amigos, tenho contato com eles até hoje. O mais engraçado é que você passa a ter amigos de vários nacionalidades, uma troca de experiência gigantesca. Conheci lugares exóticos, comi comidas diferentes, além daquele bom e velho “fast-food”. Tudo foi ótimo! Só deixo aqui uma humilde dica: seja espontâneo e carismático, senão tudo vai se complicar pra você. Abra a mente, deixe o novo invadir os pensamentos rotineiros da sua vida monótona. O choque de culturas é sempre bom pra quem se entrega de corpo e alma. Finalizando, meu nome é Rodolfo Monteiro e eu fui um sobrevivente feliz de intercâmbio, afinal, viajar é bom demais!!!! =)”.

  • Fernando e Ana Livia

    Sydney, Austrália

    “Decidimos estudar inglês fora do Brasil porque queríamos aprender a língua rápido e vivenciar novas experiências. Decidimos vir para Sydney porque de todas as possibilidades, era o país com o clima mais parecido com o Brasil. Chegamos aqui em março deste ano, estamos aqui há 4 meses, e nos adaptando aos poucos. No começo foi muito difícil, tudo é diferente: casa, comida, idioma, clima, pessoas, lugares, amigos, fuso horário. A adaptação é muito difícil, mas estamos felizes pelas mudanças e conquistas! Quem decide estudar e morar fora de seu país tem de estar disposto à encarar dificuldades e mudanças. Paciência e compreensão são primordiais para adaptação à uma nova cultura. Você tem de estar disposto a se entregar a uma nova vida”