Estudar e Trabalhar na Irlanda: boas oportunidades

Os brasileiros que estão buscando oportunidades de estudo e trabalho fora do Brasil consideram a Irlanda não só pela questão geográfica (o país está na Europa e para quem é apaixonado por viajar as facilidades são muitas), ou pelos irlandeses serem gentis e hospitaleiros, ou por ser um país pequeno, mas que possui tudo, ou pela facilidade do visto, rica cultura, paisagens maravilhosas e bom investimento inicial. A Irlanda tem sido procurada principalmente por conta da sua boa economia.

Morar em um país que ficou pelo segundo ano consecutivo no topo da lista dos países com maior crescimento econômico, é realmente um ótimo destino para se avaliar.  Os números são excitantes, como exemplo do ano de 2015, com um crescimento econômico de 7,8%, sendo o ano com maior aumento desde 2000.

Então, quando se junta todas as vantagens da Irlanda, com a possibilidade de conseguir emprego para aqueles que possuem o visto de estudante torna um destino muito cobiçado para aqueles que querem oportunidades de trabalho. A Ilha Esmeralda, assim também conhecida, teve em 2015 uma taxa de desemprego abaixo dos 10%. Muito é resultado do crescimento de novos escritórios de empresas multinacionais, principalmente da área de tecnologia da informação, tais como: Apple, HP, Dell, Facebook, Google, Yahoo!, Twitter, PayPal e IBM.

Cork, Galway e Limerick, respectivamente, são ótimas opções para quem procura trabalhar e estudar na Irlanda.

Cork, Galway e Limerick, respectivamente, são ótimas opções para quem procura trabalhar e estudar na Irlanda.

Mas atenção, o estudante internacional que vai para lá para estudar inglês, dificilmente consegue emprego nestas empresas. Encontrar um trabalho fica por conta do próprio estudante e a remuneração média é de EUR 7 por hora. Os empregos mais comuns são: auxiliar em restaurantes, fast-food, cafés, bares, pubs e hotéis. Mas nada impede as pessoas de fazerem a vida na Irlanda, começando em atividades mais simples. Então boas oportunidades existem, porém, precisam ser trabalhadas.

E quando falamos de oportunidades, não podemos ficar limitados à capital, Dublin. São muitas cidades que tornam esta experiência muito interessante. Cork, Galway e Limerick são 3 destinos muito interessantes para quem for analisar a Irlanda.

E como funciona a opção de estudo e trabalho na Irlanda?

A partir de 01 de outubro de 2015 uma nova lei passa a valer na Irlanda para os registros junto a imigração do país (GNIB):

  • Todos os estudantes passam a receber 8 meses de visto. O programa Estudo e Trabalho passa a ser de 25 semanas de curso + 8 semanas de férias (em qualquer cidade do país);
  • Estudantes terão direito a trabalhar 20 horas semanais durante os 8 meses de visto. Os estudantes podem solicitar férias e trabalhar até 40 horas semanais entre os meses de maio e agosto e de 15 de dezembro a 15 de janeiro, mas o número de semanas de trabalho em turno integral não pode ultrapassar 8 semanas no total.

E o melhor deste destino: não necessita de um visto prévio. A permissão de estudos e trabalho (GNIB CARD) é concedida no próprio país por EUR 300. O aluno deve ter apenas a comprovação do curso, assistência médica local obrigatória e EUR 3.000 disponíveis para sua estadia.

Investimento para este programa, na cidade de Dublin – Escola ISE:

  • 25 semanas de curso de inglês geral, 15 horas (tarde) + 8 semanas de férias;
  • 4 semanas de acomodação – Residência estudantil quarto duplo, banheiro compartilhado, sem refeição;
  • Taxas de matrícula e acomodação;
  • Seguro Irlandês;
  • Taxa de material;
  • Taxa de Inscrição no Exame IELTS.

A partir de EUR 2.825,00 – aprox. R$ 11.554,25 (câmbio 24.05.2016)