CONHEÇA A “NOVA” TERCEIRA IDADE DO MUNDO DE INTERCÂMBIOS

Nos últimos anos, os programas de intercâmbio foram deixando de ser projetos desejados exclusivamente por jovens e adolescentes e passaram a se tornar uma realidade comum entre pessoas mais maduras. Cada vez mais, a procura de cursos no exterior por pessoas com idades superiores a 50 anos vem aumentando consideravelmente; seja para um curso de idiomas, especialização, pós graduação, valorização do currículo ou apenas como uma nova experiência de vida.

Fatores ligados a revolução tecnológica, mudanças no mercado de trabalho e aumento da expectativa de vida, têm afetado cada vez mais as populações idosas. No Brasil segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) é definido como terceira idade, pessoas com mais de 60 anos. E de acordo com o mesmo órgão, a expectativa de vida no nosso país é de 68 anos para os homens e 75 para as mulheres, mas… no mundo inteiro, essa população vem superando taxas e se mostrando cada vez mais ativa.

Se levarmos em consideração aspectos relacionados a idade cronológica x idade biológica x idade psicológica x idade social, é cada vez mais comum ver senhoras/senhores vigorosos, ativos no mercado de trabalho, com uma alimentação balanceada, praticando esportes e inseridos a espaços antes povoados majoritariamente por jovens. Isso incluindo os programas de intercâmbio.

Pensando nesse público nós da ETC desenvolvemos o programa JUVENTUDE ACUMULADA para as pessoas que vêm ultrapassando as barreiras do tempo e querem aprender mais em diferentes lugares do mundo. Toda a experiência foi cuidadosamente desenhada levando fatores que só a maturidade trás, mas, sem abrir mão das infinitas possibilidades que um intercâmbio proporciona. Se você quiser saber mais sobre o Juventude Acumulada e outros programas da ETC, entre em contato com a agência mais próxima e comece a fazer parte da população madura que vem descobrindo seu mundo.